• Institucional

  • Medicina Ocupacional

  • Segurança do Trabalho

  • Treinamentos

  • BLOG
  • eSocial
  • Eventos

  • Higiene Ocupacional



Vibração Ocupacional – Saiba o que é e quais danos pode causar à saúde do trabalhador.

Publicado em 23/08/2019


Um corpo está em vibração quando descreve um movimento oscilatório em torno de um ponto fixo. 


O número de vezes em que o ciclo completo do movimento se repete durante o período de um segundo é chamado de frequência e, é medido em ciclos por segundo ou Hertz [Hz].

As vibrações de baixa frequência, de 1 a 80 hertz, são as mais prejudiciais para o corpo humano porque causam ressonância – nas frequências acima desse valor as vibrações são absorvidas. A ressonância acontece quando um corpo passa a vibrar na frequência de outro, amplificando o tremor e causando os danos.

As consequências da vibração no corpo dependem de quatro fatores: pontos de aplicação no corpo; frequência das oscilações; aceleração das oscilações; e, duração da ação. O interessante é que ninguém fica exposto à vibração passivamente, como ocorre no ruído, no caso da vibração o contato faz parte do processo.


Alguns profissionais dependendo das atividades que atuam, ficam sujeitos à exposição às vibrações e podem sofrer dores no corpo e desenvolver problemas degenerativos ao longo dos anos.

A operação de tratores, máquinas de terraplanagem, máquinas industriais, caminhões, entre outros equipamentos de grande porte causam dores em todo o corpo. Já o uso de ferramentas manuais como furadeira, compactadores, peneiras vibratórias e motosserras, as vibrações afetam apenas mãos e braços e me alguns casos, ombros também.


A exposição ocupacional continuada às vibrações pode ocasionar grandes prejuízos à saúde, como dores musculares, dores abdominais, náuseas e até mesmo aumento dos batimentos cardíacos por conta do estresse geral. Dependendo da intensidade da exposição, o sistema nervoso pode ser danificado, podem ocorrer problemas no coração, problemas na coluna e até impotência do aparelho reprodutor.


Medidas de prevenção e proteção



Algumas medidas de prevenção e de proteção podem evitar os efeitos causados pelas vibrações emitidas por máquinas e equipamentos.

Para reduzir os riscos da vibração ocupacional, é importante que o seja feito a medição das vibrações dos equipamentos em uso e o respectivo impacto no corpo humano. Nesse aspecto, a Higiene Ocupacional deve atuar, oferecendo dados para que a empresa possa desenvolver recursos para minimizar os danos aos trabalhadores.


A primeira e mais importante é o treinamento e/ou curso adequado para o tipo de máquina e equipamentos a ser utilizado pelo colaborador. Este por sua vez, deve estar ciente do risco de manejar determinados instrumentos.

Utilização de ferramentas com controle de impacto, utilização de luvas antivibração e a implantação de um período adequado de repouso e massagens nos dedos e braços também são medidas a serem tomadas.

Outra dica é fazer uma revisão no equipamento para avaliar se a vibração faz parte do seu funcionamento ou se está sendo causada por algum defeito. Também é recomendado não acelerar o equipamento e utilizá-lo de acordo com as normas do fabricante. 

A última recomendação é sempre dar preferência ao material que proporcionar menos vibração.


Seu colaborador já passou pela Avaliação de Vibração de Corpo Inteiro ou de Mãos e Braços?

Nossa Equipe de Higiene Ocupacional possui os equipamentos mais modernos do mercado para assegurar a segurança do seu trabalhador. Consulte-nos.


Compartilhe:

 




Visitas: 1171

ONDE ESTAMOS

VITÓRIA
Av. Paulino Muller, 885 - Ilha de Santa Maria, Vitória - ES, 29051-035

VILA VELHA I
R. Araribóia, 719, Centro, Vila Velha - ES, 29100-970

VILA VELHA II
R. Rejente Feijó, 04, Nossa Senhora da Penha, Vila Velha, ES

CARIACICA
Av. Espírito Santo, 13 - Morada de Campo Grande, Cariacica - ES

SERRA
R. Isaac Newton, 154 - Parque Res. Laranjeiras, Serra - ES, 29165-180

BAIXO GUANDU
R. Sebastião Cândido de Oliveira, 507, 3º andar, Sl 303, Centro, Baixo Guandu - ES
(27) 3732-3742